Sociable

2008-09-03

Patriotas e Pataquadas

Pois bem




Resolvi ser mais especifico hoje, não vou falar que o ser humano em si é um bicho engraçado, mas sim o Brasileiro, todos somos muito engraçados, vivemos reclamando que brasileiro não é valorizado, que só existe patriotismo em época de copa do mundo ou que vivemos puxando saco dos gringos, mas ai é que ta cases clássicos da historia nos demonstra que nós mesmos não damos nem um valor pra essas coisas, quando aparece algum brasileiro que é valorizado, é patriota e impõe nossa cultura no estrangeiro muitas vezes este é taxado de traidor, vendido e uma serie de outros adjetivos infinitamente mais ofensivos, se pensarem que o que eu digo é besteira dêem uma olhada com certa atenção nestes casos:

Primeiro, Tom Jobim, que hoje em dia é amplamente amado e valorizado, mas quando resolveu ir fazer musica nos EUA foi taxado de vendido, quando águas de março apareceu como um comercial da coca-cola então ah ai nego queria morrer de dores anais, porra uma das maiores marcas do mundo, produtora de slogans e comerciais fantásticos, cases incríveis viu na musica de tom algo tão foda que quis vincular a sua marca, e como todos percebemos a musica tem tanta força por si só que apesar de ter sido usada não ficou vinculada e continua com sua vida própria.

Segundo caso, mais curioso ainda, ela era Portuguesa, veio ao Brasil adotou uma cultura que mais tarde seria abordada pela Tropicália, é considerada até hoje um ícone da cultura nacional tanto que muita gente pensa que ela era de fato tupiniquim. Estou falando de Carmen Miranda quando recebeu uma proposta de ir fazer sua musica e filmes no exterior e se tornou uma grande embaixatriz do nosso país, agora a pergunta de um milhão de dólares. Alguém deu valor? Acertou que disse não, ela foi chamada de traidora e quando voltou anos depois para fazer um show foi vaiada.

E demais a mais isso não são casos isolados, atualmente tivemos um caso muito parecido, depois de uma atuação ridícula (mas o filme em si já era uma bosta então da um desconto) e uma atuação fraca, Rodrigo Santoro conseguiu o papel de Xerxes no blockbuster 300, e mais pra frente o papel de Paulo na terceira temporada da powerfoda serie Lost, ta bom que a terceira temporada em si é uma bosta, enrolação, 26 episódios enchendo lingüiça e gerando mais duvidas sem responder nada da temporada anterior, mas de pronto muita gente quando viu o nome dele vinculado no elenco já soltou “aff nada haver” e eu pergunto cacete se podem ter dois motherfockers Coreanos, um Afegão, ingleses e Australianos porque não pode haver um brazuca lá no meio?

Acho que dar valor e falar que é legal depois de ter rolado é muito fácil, reclamar que o povo não é patriota é muito fácil, mas por que cargas d’águas não dar valor a pequenas vitorias como essa de brasileiros? Se eles não fossem bons não teria reconhecimento internacional, minha torcida agora é que o próximo brasileiro a estourar no exterior seja o pioneiro do terror nacional senhor José Mojica Marins, um mestre do cinema como ele que faz filmes de qualidade sem o uso abusivo de tecnologias, efeitos e cromaquis, merece, deve e vai estourar depois do encarnação do Demônio.



Dica pessoal quem quiser e tiver tempo, escute a entrevista dada por ele ao nerdcast (clique aqui) vai ser ótimo pra conhecer mais o diretor e menos o personagem.



Sem mais

4 comentários:

Vic Brunner [mini-max] disse...

adorei rico :]

muito bom o blog!

beijo :*

Cindy disse...

Sem comentários para o povo brasileiro...
Irremediável!

Digao disse...

pois bem,
voce viu que ate as aulas de cultura brasileira II, podem ajudar a fazer um texto de blog...
to contigo e nao abro!
sem mais.

Cindy disse...

Ai! Q susto q eu levei com o novo visual do blog....hahahahahahahaha
Tá mto melhor já...
;)
Welcome ao mascotee