Sociable

2010-09-24

Estrela

No meio de uma escuridão insana e intensa ela nasceu pequenina e branca, com um brilho intenso e um calor gigante, uma pequena Anã Branca e o orgulho de sua constelação, nenhuma outra estrela se comparava a ela, nem a inveja das constelações vizinhas a incomodavam, ela era uma alfa, tinha importância apesar de ser nova e assim com o tempo ela cresceu.

Não era mais um anã, atingirá o mesmo status de todas as outras, era uma Sub-gigante, mas ainda assim seu brilho e calor era algo invejável, sua luz alcançava e confortava todos que orbitavam ali pelas redondezas e sua constelação ainda morria de orgulho de poder contar que a mais brilhante das estrelas como sua alfa e assim com tempo ela aprendeu.

Não era mais uma sub-gigante, seu tamanho era estrondoso, sua luz imensa atingira proporções magníficas, e sua luminosidade era vista ainda dos confins mais distantes da galáxia sua luz já atingira um to avermelhado, e seu calor permitia que a vida surgisse ao seu redor, que belezas fossem criadas e conforto fosse enviado, e assim ela ficou mais sabia.

Não era mais uma gigante luminosa, as gigantes eram pequenas ao seu redor e se espelhavam em seu exemplo, ela era grande demais, chegou ao status de Hipergigante, sua luz era sem igual, seu calor não era exagerado apenas confortantes e terno, sua gravidade mantinha as órbitas ao seu redor estáveis havia chego ao seu ápice e ao grande momento da sua existência e assim com tempo a entropia.

E ela não era mais.

2010-09-20

Run Bitch Run!!

Já algum tempo a minha querida @Fe_nunes vem derramando avisos e reclamações de que estou ficando gordinho, gordinho na verdade não é bem o caso, mas em real venho ganhando alguns Kilos e ficando menos atlético do que eu costumava ser no começo do namoro, ou melhor por toda a minha vida. Durante todo o período do ginásio ao colegial corri e joguei basquete, depois que entrei na faculdade a rotina trabalho e estudo acabou com as minhas corridinhas, porém conheci o Rugby e passei a treinar todos os finais de semana, e repentinamente parei, parei de treinar, parei de correr, fiz academia durante algum tempo, mas simplesmente parei de novo.

Então tocado pela realidade de que minha barriga estava ficando ridícula, e que a genética estava me castigando (mal ai pai) e não é meu intuito aos 23 anos ficar fora de forma, mesmo meu pai demorou pelo menos até os 35 anos, aos 27 (com a chegada minha) ele só ficou careca, eu no entanto ganhei tanto peso nos últimos meses que estava ficando sem lugar para guardar ao redor da minha cintura, fora o Histórico de Diabetes, Acido Úrico, Triglicéris, Pressão Alta e Hipocondria que tenho dos dois lados da família.

Bom mas aos fatos.

Semana passada recebi um inocente email da fe_nunes que mostrava o avanço de um relacionamento em suas diversas fases, e percebi que o personagem masculino, ia engordando e ficando mais escroto com o tempo, e então ouvi aquele som de LOST indicando um flashback e fui jogado diretamente até as ultimas semanas e percebi que o ápice do meu exercício fisico foi jogar RockBand por que ai eu tava de pé fazendo poses ridículas enquanto eu fingia que o Sofá era um amplificador, eu não tenho praticado esporte NEM no videogame, parei de jogar PES faz algumas semanas já, minha Master League ta abandonada, eu precisava de mudanças e comecei hoje.

Ontem já prevendo que poderia ter problemas para acordar mais cedo hoje, fui dormir uma hora e meia antes do que estou acostumado e hoje as 6 horas da manhã despertador do celular tocou anunciando que era a hora, levantei abri o Itunes e selecionei a lista Wake Up, é ela só funciona pra me despertar mesmo quando durmo mais de 8 horas mas beleza, me deitei no chão com o Intuito de fazer como antes pelo menos 90 abdominais, depois da primeira série de 30 descobri que desaprendi a fazer essa merda e resolvi parar antes de foder minha lombar, vou voltar a tentar com numero menores.

Levantei, passei a mão em uma calça de moleton, uma camiseta promocional da faculdade, coloquei meu agasalho da atlética por cima, e ai já estava quase me intitulando Rico Balboa, porém achei que dar soquinhos no ar seria pedante demais até pra mim, resisti ao ímpeto de ir até a cozinha e tomar um copo de ovo cru e me dirigi diretamente a porta, desci as escadas do prédio dando saltinhos nos degraus, e apertei o botão abri a porta e liguei o cronômetro do celular, a principio cheguei a ouvir ecoar em algum lugar na minha mente confusa os caras do Survivor tocando Eye of the tiger, ou vai ver só era efeito do fato de eu ter tocado a musica antes de dormir no RB ontem, o fato é eu corria trotava qual um corcel, pisava firme e deixava o vento matinal bater no meu resto, eu estava muito feliz, pode não aprecer mas o ar de uma manhã fria pode ser tremendamente revigorante, o êxtase de correr novamente tomou conta de mim eu apertei o passo, já começando a pensar, “desta vê se bobear eu corro até a nike 10k, ou a meia maratona de São Paulo, ou quem sabe ainda a São Silvestre, os quenianos que me aguardem” olhei no cronômetro e....eu tinha corrido só 5 minutos. Este choque de realidade me fez perceber que eu não tava ccom toda essa bola, e minhas pernas começaram a cansar “Porra mas eu só corri 5 minutos ou melhor 6 minutos agora”, o cansaço já começou a se instalar e pelo jeito acho que ele queria dar uma festinha, por que logo chegou também a dor, a falta de ar, meu joelho zoado que não doía a meses e olha só é o M.C. Acido Lático chegou que chegou bombando promovendo aquela câimbra na panturrilha.

Cronômetro: 8 minutos

“Quer saber, vou correr 20 minutinhos hoje, assim aos poucos vou me preparando e logo logo estou correndo bastante novamente”

Idéia genial não é? Ir acostumando aos poucos a voltar a correr, de pouco em pouco e devagar até assumir o velho ritmo...genial por que não pensei nisto antes...ah já sei ...não pensei por que eu sou burro..é isto explica tudo.

Sei que no momento seguinte avistei uma esquina e falei vou correr até ali, e de la eu volto,

Cronômetro: 9 minutos e 30 segundos

Parei amarrei o cadarço, me atrapalhei com o cronômetro não conseguia soltar aquela merda de novo, tive de zerar e começar de novo, ai percebi que meu cadarço estava desamarrado, apoiei o pé em um canteiro amarrei os cadarços e contrariando todas as leis da física meu corpo esfrio nestes segundos que eu parei e quando eu tentei voltar a correr deu-se a merda eu não era mais Rico Balboa mas sim algum subordinado do John Cleese trabalhando no Ministério de Silly Walk, em uma situação vexatória retomei minha corrida meio cambaleando mas la correndo, daqui a pouco correr exigiu certa concentração de minha parte, para tentar não parcer tão ridículo, tanta que eu esqueci de respirar adequadamente com meu nariz entupido, e isto acarretou naquela maravilhosa dor lateral:

Cronômetro: 2 minutos 25 segundos

Acho que a impressão de ver este tempo baixíssimo me desesperou ainda mais e meu sistema respiratório exigiu totalmente minha atenção e a falta de foco nas minhas pernas foi punida com uma degradante movimentação que faria a Phoebe ter vergonha de correr do meu lado.

Cronômetro: 3 Minutos 10 Segundos

Passei arfando igual a um São Bernardo por uns trabalhadores que me olhavam com uma cara que só pode ser expressa pela expressão ”What a Fock?”, mas assim que passei por eles meu objetivo deixou de ser os 20 minutos era apenas correr o suficiente pra minha parada não parecer ridícula, e no alto da minha sabedoria milenar eu só consegui bolar um meio..o Sprint, aquela corrida final com todas as minhas forças por um certo percurso para justificar uma parada cansado depois, resultado a explosão muscular me empurrou por uns 10 metros e então comecei a reduzir o ritmo, cambaleei mais uns 5 metros enquanto quem cantava na minha cabeça agora eram os caras do Men At Work berrando “IT’S A MISTAKE”, parei ofegante e comecei a caminhar em direção a minha casa pensando ...”que belo pedaço de merda eu me tornei”entrei no chuveiro pra tomar um banho morno o que costumava me ajudar a relaxar....resultado, relaxei os músculos e descobri que minhas duas coxas entraram em greve.

“que é seu puto se pensa que é assim? Fica um ano indo no maximo do sofá até a cama e ai do nada sai correndo feito um doido, ta ficando maluco mermão”

Esta foi a coxa esquerda, sabe né a esquerda é sempre mais agressiva e de tendências revolucionarias, sai para trabalhar com elas ainda reclamando e se movendo apenas o necessário para doerem e eu me lembrar que elas não estavam satisfeitas comigo.

Mas ainda ta cedo para desistir, amanhã outro dia outra corrida e quem sabe outra parte do corpo se revolte contra mim, volto a escrever sobre isso quando eu voltar a correr bem ( ou não).