Sociable

2008-11-03

Tratemos de Virtudes - Segunda Parte

Pois bem


Volto a dissertar hoje a cerca das virtudes(Clique aqui e leia o primeiro post sobre o assunto), a que escolhi desta a vez, é embasada num post que Cris escreveu no blog dela onde ela cita uma passagem do pequeno príncipe em que ele encontra uma raposa. Esta é uma das passagens mais lindas que já li (sem contar que o livro é um dos mais fodas já publicado).


Esta virtude em especifico é algo ao extremamente sensível, a partir do momento em que você cativa alguém, se torna responsável por uma parte da felicidade desta pessoa, você é único na vida dela, você agrega a si um grande poder e influencia sobre o outro, pode convencer o outro a agir das formas mais estúpidas, mas a questão é você deve fazer isto? Eu acredito que não. Como bom Nerd tenho sempre na minha cabeça a frase “Grandes poderes trazem grandes responsabilidades”, a vida de uma pessoa é uma das poucas coisas impossíveis de precificar e ter influencia sobre uma vida não é pouco poder.


Um fato que devemos ter na cabeça é que, nenhuma virtude caminha sozinha, se você já leu a passagem da raposa, deve ter percebido que para se cativar uma amizade é necessária antes de qualquer coisa muita paciência, você paga com paciência, porém recebe em troca lealdade, os amigos a quem cativei, lanço-me a eles de olhos vendados, confio em cada um como a mim (alguns ate mais do que a mim, pois certos momentos não queremos ouvir coisas que precisamos). Partindo desta idéia segue mais uma dica de leitura, é clichê, muita gente já deve ter lido ou assistido o filme(caso tenha só assistido o filme leia o livro e assista de novo para finalmente entender a história direito) o Caçador de Pipas, encontrei neste livre o maior exemplo de lealdade e dedicação a um amigo, e há nele também um exemplo do que eu acabei de falar, muito cuidado como você trata um amigo a quem tenha cativado.
Responsável é você pelo que cativou.

Sem Mais.

Um comentário:

aaaana! disse...

uhuuuuuuuuuu eu sou a primeira!
entao... nao qro ler caçador de pipas! hahaha!
prefiro historias de uma bela amizade vivenciadas apenas por mim e ning mais. é mais gostoso assim, não só ficar fantasiando num livro né! e pra q ler se tenho uma amigo com qm eu posso contar sempre por perto?!
enfiiiim.
ah vc me cativou já! sooo be careful (;